Blog do Bilaco

10 April 2019

Monumento Quimérico

Escrito por  Publicado em Blog
Avalie este item
(0 votos)

CONVITE PARA REFLETIR

O povo, por acomodação danosa, ao Ignorar os atos de um político experiente e hábil, acreditando em projetos que são verdadeiras falácias de obras faraônicas, se torna dependente e fomenta a mendicância de favores pessoais.

Políticos prometem o impossível porque o povo quer: é um reflexo do eleitorado.

O cidadão deveria mobilizar-se para uma mudança do quadro político de sua cidade, pois o eleitor mantém o sonho de que se o político não cumpriu sua promessa na primeira gestão, deverá ser reeleito ou eleger seu sucessor na eleição seguinte  de que concluirá o prometido. O que prometeu  deverá assegurar, enganando os eleitores  que  o fato de concluir a obra no segundo mandato é apenas uma coincidência.

Com arrogância vai usufruindo dos benefícios do patrimônio público,  sem  lembrar que antes de prometer a edificação de uma monstruosa e inútil obra, tem uma comunidade com necessidade assistencial e  prioridades urbanas, tanto na manutenção de obras em ruas, citando o exemplo da Rua do Bairro Lambari ao Bairro São José sem pavimento, Rua Júlio de Castilhos defronte a Praça da Bandeira, cheia de ondulações,  passeios públicos em péssimas condições, e uma dádiva da natureza em total abandono aguardando carinhosos cuidados, que é o Rio  Taquari.

Por que o  Gestor Público propõe   a construção de uma obra, mesmo que  com recursos de doadores, que levará no mínimo 5 anos, indo além de um mandato governamental que é de 4 anos? É para conquistar votos, servindo de palanque eleitoral. Por que não apresenta um projeto de instalação de uma estação de tratamento de esgoto para a cidade? É que 90% fica enterrado e o povo não vê.

Somos parcialmente culpados e incentivadores pelas mentiras de políticos  É permitir o uso do erário público como uma arma apontada para o próprio povo, apresentando projeto  para construir um monumento quimérico, de mais de 40 metros, com custos aproximados ou superando   um milhão de reais, mesmo que com  doações feitas por empresários e/ou colaboradores,  em sua maioria com contratos de  prestação de serviços junto ao Poder Municipal, e superar a 7ª maravilha do mundo, sabendo que é um símbolo religioso querendo alcançar onde ele já está.

Antes de querer trazer os habitantes celestiais para nossas montanhas, devemos idealizar e construir uma cidade com melhor fluxo nos estacionamentos do centro da cidade para facilitar as vendas no comércio e que comporte e acolha com dignidade os pretendidos turistas.

A cidade de Encantado necessita de muitas obras para a melhoria de seu fluxo, como vias laterais da rodovia, a continuidade da rua Duque de Caxias com asfalto e viaduto para acessar a rodovia dentro da tecnologia de transporte,  não simplesmente jogando asfalto de má qualidade como casca de ovo sobre as ruas calçadas com paralelepípedo,  que deveriam ser retirados e transformados em pedras britadas.

Os meio fio das calçadas nivelados à rua, com pouca durabilidade do pavimento  mal feito,  porque provem de verbas de emendas parlamentares recheadas de  favores e interesses de políticos.

Quem sabe tenham uma luz e em vez de angariar fundos da população para uma estátua, promovam em campanha beneficente para o conserto do aparelho de TOMOGRAFIA evitando assim as despesas da Prefeitura em ter que transportar ida e volta os pacientes para a cidade de Teutônia.

Devemos refletir sobre os caminhos políticos e auxiliar na orientação dos rumos que estão seguindo priorizando a promoção pessoal.

Encantado,  08 de abril 2019

Adroaldo Bilaco Chanan  

Olá, eu sou o Bilaco e tenho muitas histórias para contar. Me acompanhe.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem é o Bilaco

10917861 696666407122533 3943873190729797270 n

Olá, sou o Bilaco!
Meu nome é Adroaldo Chanan, encantadense, e tenho muitas histórias para contar. Acompanhe no meu blog...
Facebook

Assuntos